FamilySearch Wiki:Histórias de SucessoEditar esta página

Da FamilySearch Wiki

Bem-vindo(a)! Esperamos que você encontre inspiração e discernimento com as experiências relatadas aqui.

Tem sua própria história de sucesso para compartilhar relacionada à pesquisa na Wiki do FamilySearch? Siga um dos procedimentos abaixo:

(1) Compartilhe, clicando aqui, como a Wiki tem lhe ajudado, e alguém irá adicionar a sua experiência nesta página; ou,

(2) se preferir, edite esta página para adicionar você mesmo o relato de sua experiência.

Minha experiência pessoal com genealogia

Se são membros da igreja, com certeza já tiveram a sua manhã de primavera assim como o Profeta Joseph Smith. Não foi no ano de 1820 talvez não em 1850 para mim foi no ano de 1999. Não ajoelhei e orei ante árvores e arbustos para saber sobre a veracidade dessas palavras proferidas pela boca dos santos profetas e dos Élderes de Israel, mas pude sentir em meu coração através das palavras ditas por Morôni em seu livro no décimo capitulo e no quinto versículo: “E pelo poder do Espírito Santo podeis saber a verdade de todas as coisas”.


Digo estas palavras hoje porque no mês de julho do ano de 1999 eu pude saber e adquirir um testemunho pessoal de que todas as coisas concernentes e referentes a promessa descrita são verdadeiras. Naquele dia uma festa aconteceu, uma festa tão grandiosa quanto o natal, tão extraordinária quanto o ano novo e ainda maior que o aniversário de cada um de nós. Mas esta grandiosa festa não acontecia nesta terra mas sim do outro lado do véu.


Os espíritos em prisão sabiam que esse jovem e humilde servo do Senhor teria uma grandiosa obra e responsabilidade a cumprir em seus dias de provação, por isso festejavam sua saída rumo ao paraíso e vidas eternas. Quando mandei meus papéis para servir como missionário fiquei muito ansioso pois demorou 2 meses para retornar. Lembro-me como se fosse hoje eu sentado com o meu bispo e ele falando: "Élder dos Santos você esta sendo chamado para servir na Missão Brasil Salvador". Eu fiquei sem reação e ele me perguntou se eu havia gostado. E eu o perguntei: "Mas Salvador não é missão Recife? Para Recife eu queria ir com certeza." E novamente a pergunta: "Você gostou"? E eu falei: "É, não tem outro jeito mesmo..."


Confesso a vocês que não fiquei tão feliz. Imediatamente fui contar para todos. Cheguei em casa, mas não tinha ninguém. Liguei para meus irmãos, amigos, mas só consegui falar com meu pai. Ele me perguntou: "Chegou seu chamado"? E eu falei: "Sim".


Como ele sempre teve o desejo que eu fosse servir nos Estados Unidos, foi a primeira coisa que ele me perguntou e eu disse que não. Ele sem nem pensar falou: "Então vai para a Bahia". Parece que ele não ficou tão feliz também.


Naquela época eu passava horas e horas no centro de história da família, então como sempre eu tive o desejo de saber quem era a minha 5ª, 6ª e 7ª geração. Me deparei com uma cidade que se chamava Bananeiras no estado da Bahia. Procurei em atlas e mapas. Todas as fontes possíveis e na qual eu tinha acesso. Minhas pesquisas resultaram em uma cidade chamada Bananeiras no estado da Paraíba. Eu sabia que não era aquela cidade, já que eu tinha em mãos um atestado de óbito de minha bisavó que mostrava que a cidade de Bananeiras era na Bahia.


Fui para o campo missionário sem ter êxito na busca. Quando cheguei na Bahia e ao conversar com meu Pres. de Missão ele falou que minha 1ª área seria Senhor do Bonfim. Eu não fazia ideia para onde estava indo mas queria ir para lá. Quando cheguei naquela cidade eu pude entender o propósito do Senhor em ter me mandado para pregar o evangelho ao povo baiano. Conheci uma irmã que trabalhava em um cartório ao lado de Senhor do Bonfim, um município pequeno, por isso conversamos muito sobre genealogia e comentei com ela sobre essa cidade que nunca consegui encontrar. Ela olhou para mim e disse: "Elder você é abençoado, essa cidade que você tanto procura esta a 20 minutos daqui e eu a conheço. Essa cidade é um município que faz parte do Senhor do Bonfim e Campo Formoso".


Não tive dúvida de que o que ela estava falando estava correto, já que meu avô nasceu na cidade de Campo Formoso. Hoje tenho a oportunidade de trabalhar com os microfilmes em prol de meus ancestrais baianos. Tive a benção e o privilégio no mês de outubro de 2004 de encontrar o registro de casamento de meus tataravós na 6ª geração através dos microfilmes. Hoje somos aproximadamente 100 nomes de pessoas em minha linhagem direta e 2.000 nomes em linhagem indireta.


Se eu não tivesse sido enviado para servir missão no estado da Bahia talvez essas pessoas na qual estão sendo realizadas as ordenanças nunca teriam a oportunidade de receber as bênçãos do Templo nesta dispensação.


O povo baiano é maravilhoso. Sou muito grato por ter servido na terra de meus ancestrais. O espirito de Elias esta no coração dos membros desta igreja. Somos os únicos que podemos ser salvadores no monte sião. Hoje olho a obra vicária com olhos diferentes e sei que é a terceira missão da igreja.


Enviado por Leles Pedro dos Santos Junior no dia 24 de maio de 2013. Originalmente compartilhado no FamilySearch HUG - Grupos de História da Família.

Socorrido pela Wiki

Recentemente eu estava trabalhando no balcão de pesquisa na Biblioteca de História da Família. Uma pessoa entrou na biblioteca na esperança de encontrar informações sobre seus antepassados, os quais eram índios americanos. Ela queria encontrar os registros da escola que seu antepassado frequentou; assim, ela solicitou: "eu quero encontrar os registros da escola indígena de Carlisle".

Minha primeira reação foi "engolir em seco", porque eu não possuia nenhuma experiência em pesquisa sobre índios americanos. Eu não tinha ideia de onde a Escola Carlisle havia funcionado, então eu perguntei se ela sabia em qual Estado a escola funcionou. Ela respondeu: "Pensilvânia".

Eu sabia que muitas instruções para pesquisa sobre os índios americanos já haviam sido adicionadas à Wiki do FamilySearch, então a minha esperança era encontrar algum artigo sobre registros dos índios americanos da Pensilvânia que pudessem me ajudar a obter sucesso em auxiliar esta pessoa com a sua pesquisa.

A partir da home page de pesquisa da Wiki do FamilySearch eu cliquei em Estados Unidos, selecionei Pensilvânia e, finalmente, em índios americanos. Além disso, havia um link para o site da escola que continha sua história completa. A pessoa e eu revisamos todas as informações na Wiki e a disponibilidade de seus registros.

Graças à pesquisa na Wiki do FamilySearch a pessoa terminou aquele dia com as informações que precisava para continuar a busca por seus antepassados ​​que estudaram na Escola Industrial Indígena de Carlisle. Originalmente publicado em 20 de fevereiro de 2009 no projeto FamilySearch Wiki: FamilySearch Alpha - Blog).'


  • Esta página foi modificada pela última vez às 22h52min de 24 de Dezembro de 2014.
  • Esta página foi acedida 1 285 vezes.